10 novembro 2005

Mais polemica!!!

Vou voltar a fase polêmica publicando um texto que não é meu, mas que retoma novamente o assunto religião.
Bernardo, você é um mestre com as palavras!
Pessoal, sugiro a todos darem uma olhada no site dele:

http://www.bernardoalmeida.jor.br

Ja está aqui do lado, nos meus links preferidos!

Igor

-------------------


Deus é um sem vergonha pervertido, pederasta e pedófilo?

Ao chegar em casa à noite, ligo a televisão – ação rara. Pego, em tempo, uma notícia transmitida pelo Jornal Nacional: padre é preso por manter relações sexuais com rapazes, menores de idade.

Inevitavelmente lembro-me de quando diziam para mim: "o homem é a imagem e semelhança de Deus, tá na Bíblia". E mais: "os padres são os representantes de Deus na Terra, por isso você tem de confessar seus pecados à eles com frequência para ser perdoado".

Nossa Senhora, talvez Deus nunca tenha sido tão sexualmente controverso como nos dias atuais. Pelo menos uma vez por mês vejo Deus – através dos seus representantes – ser flagrado com menores de idade em motéis, praticando algum tipo de sacanagem.

Acho que se hoje ainda fosse um frequentador assíduo de missas, não conseguiria mais prestar atenção em sequer uma palavra proferida pelo padre. Passaria sim todo o tempo atento aos olhos dele para tentar um chute, uma adivinhação sobre os rapazes da paróquia que ele estava traçando. Não que eu tenha alguma coisa a ver com a vida pessoal dos outros... é questão de curiosidade mesmo.

Os casos de pedofilia na Igreja Católica são corriqueiros desde sempre. Por isso, não pude deixar escapar uma próxima pergunta: de onde será que vem o nome da designação hierárquica mais alta da Igreja Católica? Meu Deus! Prefiro parar por aqui antes que comece a querer saber se o Papa anda papando algum menino no Vaticano. E vá-te, cano!

Bernardo Almeida (www.bernardoalmeida.jor.br)

4 comentários:

Leo disse...

Gordo, não se esuqeça que além de padre pedófilo tem padre gente boa também.

Engraçado que ontem eu estava falando com um iraniano que tem uma loja de tapetes persas aqui em Armidale. Ele saiu do Irã a mais de 20 anos atrás, jurado de morte por ser sunita - uma vertente da religião muçulmana que prega o desapego.

Assim como nem todo padre é pedófilo, nem todo muçulmano é radical, extremista ou terrorista. Na verdade, assim como os pedófilos, é uma minoria quem esculhamba com tudo...

Aura disse...

Adorei o trocadilho, Igor... rsss
Continuo lendo seus textos... Adooooro. rsss

Anônimo disse...

Igor,

Esta polêmica não é tão nova assim e também não causa tanta surpresa para nós, pois é mais um caso entre tantos outros já amplamente divulgados na imprensa.
Veja que também nos EEUU já teve casos até com Bispo, e a igreja mesmo gastando alguns milhões em indenização nem assim expulsa os esses padres com claro desvio de conduta.
Mas concordo que não podemos generalizar a questão,pois existem sim padres e bispos dignos e que dignificam a batina.

Marconi

Bernardo Almeida disse...

Realmente, concordo que não se trata de generalizar. É só ler o texto com atenção e provavelmenbte verão que a minha intenção é relatar o que aconteceu sob uma perspectiva pessoal. Não vejo porque chocarem-se já que, se Jesus vivesse nos dias de hoje, provavelmente ele seria crucificado por aqueles que fingem admirá-lo. Acho que os padres entenderam mal quando ele disse: "vinde à mim as criancinhas". Vixiiii... que confusão danada!